Sete líderes de organizações criminosas do Rio Grande do Sul são transferidos para penitenciárias federais

Sete detentos líderes das principais organizações criminosas que atuam no Rio Grande do Sul foram transferidos para penitenciárias federais, na manhã desta terça-feira (27). A Operação Império da Lei III foi coordenada pela Programa RS Seguro.

Participaram da ação 300 agentes de instituições estaduais e federais, 30 viaturas e uma aeronave. Com essa operação, chega a 47 o número de detentos do Rio Grande do Sul isolados no Sistema Penitenciário Federal. Um dos deles foi encaminhado pela terceira vez.

Devido à Lei de Abuso de Autoridade, não foram divulgadas as identidades dos criminosos transferidos nesta terça. Quatro deles integram uma organização criminosa com origem na região do Vale dos Sinos, dois ocupavam posição de liderança em uma quadrilha com base no bairro Bom Jesus, em Porto Alegre, e um é ligado a uma facção que atua na Região Sul do Estado.

A transferência dos bandidos começou na noite de segunda-feira (26), com a remoção dos apenados de diversas casas prisionais para a Pasc (Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas). Na manhã desta terça, eles foram levados até o Batalhão de Aviação da Brigada Militar, ao lado do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre.

De lá, embarcaram em um avião da Polícia Federal com destino às cadeias onde serão mantidos isolados de qualquer contato com outros presos. Antes da viagem, os transferidos realizaram testes RT-PCR para a detecção da Covid-19. Os resultados de todos os exames deram negativo.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se você encontrar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Post Author: rita