Pelo menos nove suspeitos de participarem de assalto a banco cinematográfico em Criciúma são presos

Pelo menos nove suspeitos de participarem do assalto cinematográfico a uma agência do Banco do Brasil em Criciúma (SC), nesta semana, já foram presos.

Na manhã desta quinta-feira (03), dois criminosos foram capturados em Gramado, na Serra Gaúcha. Durante a madrugada, um bandido foi preso em uma casa em Três Cachoeiras, no Litoral Norte gaúcho.

Na tarde de quarta (02), dois homens foram presos em São Leopoldo, no Vale do Sinos, em um viaduto na BR-116. No mesmo dia, outros três foram capturados em Passo de Torres (SC) e uma mulher foi presa em uma casa em São Paulo.

Galpão 

Um galpão usado pelos criminosos que assaltaram a agência bancária em Criciúma foi encontrado pela Polícia Militar na quarta-feira. A estrutura fica na cidade vizinha de Içara, a cerca de nove quilômetros de Criciúma.

Resumo da ação dos bandidos:

  • Cerca de 30 ladrões encapuzados assaltaram uma agência do Banco do Brasil no Centro de Criciúma às 23h50min de segunda-feira (30). A ação durou uma hora e 45 minutos.
  • Pessoas foram feitas reféns e cercadas por criminosos; houve bloqueios e barreiras para conter a chegada da polícia.
  • Um policial militar e um vigilante ficaram feridos. Ninguém morreu. O PM precisou passar por cirurgia.
  • Criminosos fugiram, e parte do dinheiro ficou espalhada pelas ruas. Valor levado e abandonado não foi calculado ainda.
  • Quatro moradores foram detidos após recolherem R$ 810 mil que ficaram jogados no chão devido à explosão ocorrida no banco durante o assalto.
  • Criminosos também deixaram 30 quilos de explosivos para trás. Polícia não sabe o total utilizado.
  • Dez veículos usados no assalto foram apreendidos em um milharal de uma propriedade privada em Nova Veneza.
  • A PM, baseada em manchas de sangue encontradas em dois carros, calcula que dois criminosos tenham se ferido.
  • Em nota, o Banco do Brasil disse que funcionários não foram feridos, que não há previsão para reabertura da agência e que não informa “valores subtraídos durante ataque as suas dependências”.
  • PM pede que pessoas que tenham informações ou filmagens da ação entrem em contato pelo telefone 190.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se você encontrar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Post Author: rita