Foi encontrado o carro da deputada gaúcha Maria do Rosário roubado em um assalto em Porto Alegre

O carro da deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), ex-ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, roubado na noite de quarta-feira (27) em Porto Alegre, foi encontrado na manhã desta quinta-feira (28). Segundo informações da Polícia Militar, o veículo estava abandonado no bairro Morro Santana, localizado, aproximadamente, a três quilômetros da região do bairro Chácara das Pedras, de onde foi levado.

“Hoje [28], por volta das 9h, o 20º batalhão localizou o veículo. Nenhum dos envolvidos foi capturado até o momento, mas as buscas continuam”, contou a soldado responsável pela comunicação do 11º Batalhão da PM, Daiane Novinske.

Assalto
Maria do Rosario e seu marido, Eliezer Pacheco, tiveram o carro e pertences pessoais roubados em um assalto na noite de quarta, segundo informou a assessoria de imprensa da parlamentar. O crime ocorreu em frente a sua residência na Zona Norte de Porto Alegre (RS).

Segundo a polícia, o assalto aconteceu por volta das 20h no bairro da Chácara das Pedras quando a deputada e o marido, ao chegarem em casa, foram abordados por três criminosos que levaram o veículo.

Por meio de uma nota, a deputada informou que ninguém ficou ferido e todos passam bem.

Repúdio

A seção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) no Rio Grande do Sul divulgou nota em que repudia as manifestações de ódio contra a deputada, após ter o carro roubado em um assalto.

A nota cita explicitamente o vereador Clovis Bavaresco, de Taquari, que disse, em sua conta no Twitter: “Não a estupraram com violência? Não mataram nenhum parente dela? Que pena! Ela deveria sofrer na carne!”. Diz a nota: “A Ordem, como entidade apartidária e representante da cidadania, não pode se calar em situações de desrespeito e incitação de violência à mulher”. Segue a íntegra:

“Em alusão às recentes notícias veiculadas na mídia, tratando sobre o fato ocorrido com a deputada federal Maria do Rosário, que teve o carro roubado na noite de quarta-feira (27), situação que vem se tornando cada vez mais rotineira na vida dos gaúchos, a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional do Rio Grande do Sul, e a Subseção de Taquari lamentam profundamente a série de xingamentos e ataques nas redes sociais sofridas pela referida deputada, em especial no que diz respeito à violenta manifestação que partiu da conta de Clovis Bavaresco, vereador no município de Taquari.

A OAB repudia veementemente toda e qualquer manifestação de ódio, não podendo deixar de se manifestar na defesa da dignidade da pessoa humana.

Em um momento em que nossa sociedade enfrenta tantos problemas de ordem econômica e social, um agente público, como o citado vereador, deveria dar o exemplo para a sociedade.

Por fim, a Ordem, como entidade apartidária e representante da cidadania, não pode se calar em situações de desrespeito e incitação de violência à mulher.”

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se você encontrar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Post Author: rita